O Romance de Genji

Se os livros abrem horizontes e transportam o leitor a outros mundos, poucos o levam numa viagem tão longínqua como «O Romance de Genji», escrito por uma dama da corte japonesa do século X. Quem ousar descobrir esta obra singular encontrará um tempo e um lugar que dificilmente irá reconhecer. Tudo ali é estranho, as sensações, os valores morais, o conceito de belo, o estilo de vida, as relações sociais. Para entrar no espírito do livro o leitor é convidado a abandonar aquilo que é e em que acredita, como um antropólogo que analisa uma tribo remota tornando-se parte integrante dela, sem julgamentos nem preconceitos.

Quando atingir esse estado de desprendimento poderá então usufruir plenamente desta jornada extraordinária pelos inúmeros amores do belo e desejado Príncipe Genji, que não perdem o seu valor nesta multiplicidade, contrariando o conceito ocidental de monogamia. Cada objeto da sua paixão tem os seus atributos e particularidades, que não se esgotam mas complementam, enriquecendo a vida do ardente Príncipe. É no amor que ele existe e é pelo amor que se realiza enquanto elemento excecional de uma sociedade privilegiada, algo com que o leitor já poderá empatizar, pois os encantos da sedução são universais. Uma leitura essencial para quem gosta de se aventurar para fora de si próprio.

“O amor que Genji acreditava sentir por Asagao era tão arrebatador como fazia parecer. A razão principal para aquela paixão residia na atitude distante dela. Genji nunca esteve disposto  admitir uma derrota e a rejeição de Asagao punha-o fora e si”.

Genji

Título: O Romance de Genji

Autor: Murasaki Shikibu

Editora: Exodus

Ano: 2008