V de Vingança

Num mundo futuro imaginário, um regime fascista totalitário é desafiado por um misterioso indivíduo que de forma simbólica e ritualística vai assassinando membros respeitados daquela sociedade controladora. Esta figura estranha de proveniência desconhecida esconde-se por detrás de uma máscara de Guy Fawkes, militar católico que tomou parte na «conspiração da pólvora», a qual visava assassinar o rei protestante Jaime I e os membros do parlamento no início do século XVII. A utilização desta simbologia no livro, conotada com a rebelião contra o despotismo dos poderes instituídos, terá inspirado a sua utilização por grupos contestatários como os Anonymous ou os Ocupas.

Na realidade, esta distopia foi inspirada no governo conservador de Margaret Thatcher. No início dos anos 80, a intransigente primeira-ministra foi alvo de forte contestação ao impor severos cortes sociais num contexto de crescimento do desemprego e aumento da taxa de pobreza. Alan Moore, conceituado escritor britânico de inspiração anarquista, critica nesta obra o autoritarismo desta complexa e por vezes contraditória governante, que por meios conservadores procurou alcançar resultados libertários.

Título: V de Vingança

Autor: Alan Moore e David Lloyd

Editora: Vertigo

V