Margarita e o Mestre

«Margarita e o Mestre» é um livro maravilhoso. A sua inteligente sátira é um veículo eficaz para a crítica social mas o seu alcance não se esgota aí, dado que explora os meandros mais profundos da existência humana, nomeadamente o clássico dualismo entre o bem e o mal. A obra teve uma génese atribulada, o primeiro manuscrito acabou destruído pelo próprio autor que veio a falecer em 1940, antes da sua plena finalização. Foram publicadas diversas versões com base nos manuscritos disponíveis, algumas depois de sujeitas à censura, o que deu origem a inúmeras versões. Independentemente destas peripécias, constitui uma sátira deliciosa de qualidade indiscutível que merece figurar entre os melhores romances do século XX.

A história é complexa sem ser impenetrável e o humor cáustico de Bulgakov torna a leitura extremamente agradável. Idealmente, o leitor deverá deixar-se surpreender pelo enredo, sem conhecer à priori demasiados detalhes da obra. Basta saber que a ação decorre em dois momentos: nos anos 30, Moscovo recebe a visita do Diabo e do seu séquito, uma trupe caricata que atormenta sem piedade os surpreendidos moscovitas, que não conseguem encaixar estas personagens inauditas no seu ateísmo feroz. Com uma precisão cirúrgica, atacam as fraquezas do espírito humano, a ganância, a avidez, a cobardia, o ceticismo, a soberba intelectual, deixando à sua passagem um rasto de incredulidade e assombro perante a constatação de que tudo é possível, mesmo o impensável. Paralelamente, num tom realista e desprovido dos laivos do humor, assistimos ao desenrolar do julgamento de Jesus por um Pôncio Pilatos atormentado por enxaquecas e dilemas morais, que não consegue fugir ao inevitável desfecho, a fatídica execução que determinou o futuro da humanidade.

“A vida de Berlioz sempre decorrera de tal modo que não o preparara para fenómenos extraordinários. Empalidecendo ainda mais, arregalou os olhos e pensou, perturbado: «Isto não pode ser!…». Mas, infelizmente, podia ser e era”.

Título: Margarita e o Mestre

Autor: Mikhail Bulgakov

Editora: Contexto

Ano: 1991

Margarita

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s